Ricardo Tourinho

Uma honra compartilhar um pouco da minha história na Revista Trail Running, da qual fui fundador junto ao Raphael Bonatto quando éramos sócios na TRC Brasil.

Tudo começou com a vontade de proporcionar experiências vividas com a corrida, com a montanha e com as competições. As pretensões lá em 2012, quando comecei a organizar eventos de Corrida de Montanha, eram lúdicas, a fim apenas de levar algumas pessoas para lugares incríveis por meio da corrida. A cada dia que passava, inevitavelmente me via mais contagiado e entusiasmado com o esporte e, com isso, veio a oportunidade de viver de montanha e de trail running.

Sempre procurei me atualizar constantemente sobre regras internacionais e informações de provas consagradas para aplicar nos eventos. Sempre fui um estudioso de características e regras e acredito que isso tenha feito a diferença na hora de aplicar o conceito e, com o passar dos anos, nunca me deixei estagnar na mesmice.

Diferente dos meus filhos, que nasceram neste meio exclusivo, eu sempre fui de vários meios. Quantas aventuras eu não fazia na minha adolescência… A quantidade de esportes que pratiquei e que me desenvolveram diversas habilidades que hoje, certamente, me deram embasamento para criar um mundo próprio, não de teorias, mas de vivências.

A corrida entrou na minha vida com o Atletismo, na equipe do Colégio Santa Maria, aos nove anos de idade. Dediquei-me cerca de quatro anos e abandonei. Fui voltar a correr com 18 anos, quando já migrei para a Orientação, Corrida de Aventura e, por fim, a Corrida de Montanha. Já são quase 11 anos me dedicando quase que exclusivamente a esse propósito.

Hoje posso afirmar que minha missão é proporcionar experiência a novas pessoas e para os atletas já do ramo, com competições de qualidade. Há um conjunto de fatores que precisam ser mantidos e respeitados para que nosso esporte não desmorone. É um conjunto de fatores que move o negócio onde os atletas, assessorias, marcas, mídias, organizadores, comunidades, meio ambiente e, ainda posso citar, o governo, precisam estar se apoiando. Acredito que, somente com esses fatores fortalecidos, teremos um sucesso promissor para este nosso esporte, que é tão maravilhoso e não pode se perder.

Cito ainda como a principal fonte de renovação e continuidade as crianças e adolescentes. Precisamos inserir a juventude neste meio, passar as nossas experiências para a frente, a fim de criar uma geração com conhecimento. Meus filhos estão vivendo comigo essas experiências. Muitas vezes deixo de lado treinos e trabalho para poder inseri-los no meio e passando toda minha experiência. Atleta de corrida muitas vezes é um ser individual, de ego forte, mas como é bom deixar de lado essa característica e pensar no coletivo!

Vamos nos apoiar mais e fazer a coisa com mais comprometimento e profissionalismo, analisar as possibilidade e apostar, nunca deixar de apostar, porque, se construirmos de forma eficaz esta base, o futuro será próspero! Acreditem!

Ricardo Tourinho Beraldi.

Engenheiro Ambiental graduado pela PUC-PR em 2009, diretor técnico da TRC Brasil e membro da ISF Brazil (International Skyrunning Federation) e ABTR (Associação Brasileira de Trail Running)

Sobre Valmir Dias Lana Júnior

Diretor Revista Trail Running. Atleta de Ultra trail e chefe da delegação brasileira de Skyrunning.