A história por trás da foto: “Perdido no Saara”

O italiano Mauro Prosperi tinha 39 anos quando participou da Marathon des Sables de 1994 – uma corrida de seis dias, 250 quilômetros, pelo Saara, tida como uma das mais difíceis do mundo. Após uma tempestade de areia, Prosperi ficou perdido no deserto por 10 dias.Ele chegou a beber a própria urina, comer morcegos e tentar suicídio, até ser encontrado vivo e muito debilitado, com 16 kg a menos. Ele ainda voltou a disputar a prova novamente, o que inclusive lhe rendeu o divórcio. Essa história surpreendente foi contada em um dos episódios da série “Losers”, disponível na Netflix.

Mauro Prosperi ficou perdido durante 10 dias no deserto da Saara. Foto: BBC News Brasil

Minha mulher, Cinzia, achava tudo uma loucura – a corrida é tão arriscada que você tem que assinar um formulário e informar para onde quer que enviem seu corpo se você morrer. A gente tinha três filhos com menos de oito anos de idade, então ela estava preocupada. Tentei tranquilizá-la. ‘O pior que pode acontecer é eu ficar bronzeado’.

Sobre Wanderson Nascimento

Jornalista e atleta de trail running, compete pela Go On Outdoor e atua como Diretor de Jornalismo da Revista Trail Running