Diana Bellon na Boi Preto Ultra

Capa Diana Boi Preto

Por: Diana Bellon


Desde que fiquei sabendo desse “Boi Preto” fiquei instigada em conhecer, pensei:

“será que é tudo isso que o povo fala?”

Então, a convite do meu grande amigo e companheiro de presepada, Silvio, fui. Porém ele desistiu e aí acabei entrando em um outro grupo que já estava indo e pra minha felicidade, era o grupo de um cara que sou “fanzona”, Saulo Arruda!

Fui no intuito de conhecer o percurso, já que o meu amigo havia me abandonado, mas como estava com mais dois amigos capixabas, Luciano Papa léguas e Marcelo Zouaim, resolvi acompanhar o Papa léguas.

Quando chegamos no “Fim do mundo” o sol estava quase nascendo, não resisti e aguardamos o fenômeno mais belo da natureza, não tem como descer sem ver o nascer do sol, é simplesmente fantástico.

Quanto ao percurso, eu, nos meus 6 anos e meio de ultramaratona,

NUNCA FIZ ALGO TÃO DESAFIADOR E DIFÍCIL,

na mesma proporção que você sobe, você desce, porém, o terreno não permite que você desenvolva a corrida pois é muita pedra solta, areia e escalada!

Só tenho a dizer que voltaria de novo AGORA e aconselho a quem quiser fazer o percurso completo se prepare, não só fisicamente mas também psicologicamente porque o “trem” é duro!

Depois desses 85km me considero uma verdadeira ultramaratonista de montanha!
Desafie-se vai lá conhecer o “Boi Preto” e depois conta pra gente!


Diana finalizou a Boi Preto Ultra FKT em 17h 10min, se tornando a segunda mulher mais rápida e é a nova detentora do FKT Dupla Mista solo “com apoio”, juntamente com seu parceiro Luciano Papa-Leguas.

Sobre Valmir Dias Lana Júnior

Diretor Revista Trail Running. Atleta de Ultra trail e chefe da delegação brasileira de Skyrunning.