Campeonato Sul-americano de SkyRunning

No último fim de semana aconteceu o 2º campeonato sul-americano de skyrunning no Brasil, o evento foi sediado pela Insanity Mestre Álvaro na cidade de Serra/ES e contou com as distâncias SkyRace (35km), SkyUltra (50km) e quilômetro vertical (5km – 1000m D+).

As seleções do Brasil, Peru, Equador, Chile e Bolívia fizeram grandes disputas em todas as modalidades, sendo que o Brasil, no fim, foi o grande campeão com 4 medalhas de ouro, 5 de prata e 4 de bronze, somando 13 medalhas.

O evento ainda contou com as distâncias abertas ao público de quilômetro vertical, 12, 21, 35 e 50km e o sucesso foi expressivo em todas modalidades. Em conversa com os participantes era nítida a satisfação com a marcação do percurso e dificuldade do terreno, a Insanity Mestre Álvaro é uma das mais difíceis e temidas provas do Brasil por ser altamente íngreme e técnica. Para se ter uma ideia, os 35km tem incríveis 3.300m de desnível positivo e os 50km tem inacreditáveis 4.500m de desnível positivo, algo único em se tratando de Brasil.

A arena da prova foi cuidadosamente planejada para dar aos atletas e acompanhantes muito conforto, espaço com mesas e cadeiras, guarda-volumes, área do atleta com fartura em comida e bebidas, café da manhã diferenciado, trabalho de mídia muito bem feito, internet e um ambiente muito favorável e propício para todos se alimentarem e apreciarem belíssimas disputas e chegadas alucinantes.

O clima de junho foi fator diferencial em relação aos últimos anos, na sexta-feira, dia do km vertical, o dia estava lindo, mas não foi quente, estava muito agradável. Já no sábado, principal dia do evento, fez um clima de montanha com bastante neblina e frio, o que propiciou grandes performances e emoções até o fim do dia.

Na disputa do km vertical, o Brasil estava muito bem representado e garantiu a Prata e o Bronze na disputa feminina com Maria Clara Hillmann e Mirlene Picin, sendo que o Chile foi medalha de ouro com a atleta Valéria Correa. Já no Masculino, André Mapa fez uma belíssima disputa e alcançou o bronze para nossa seleção, com dois peruanos nas duas primeiras posições, ouro para Jhoseph Mamani e a prata para Emerson Trujillo.

Com largada às 4h da manhã, os 50km da SkyUltra foram de muita paciência para os atletas, muitas horas na trilha e muito desnível acumulado, nosso fantasma (Cleverson Del Secchi) liderou grande parte da prova, mas o Peruano Emerson Trujillo, que já havia sido prata no km vertical, conquistou o ouro com o emocionado fantasma com a prata e para fechar o pódio de maneira brilhante, Felipe Silva, o mais versátil atleta brasileiro fez uma prova consistente e conquistou o bronze para nossa seleção. No feminino, brilho da atleta rio-grandense, Ivania Rambo, que venceu e garantiu a medalha de ouro, seguida pela peruana, Lorena Ricalde, que ficou com a medalha de prata e a brasileira, Mariana Scarpelli, que garantiu mais uma medalha para o Brasil, bronze.

Nos 35km da modalidade Sky, os brasileiros Sandro Arcanjo e André Mapa, ambos mineiros, confirmaram o favoritismo e fizeram dobradinha no sul-americano com ouro e prata respectivamente, para fechar o pódio o equatoriano, Christopher Guevara conquistou a medalha de bronze. No feminino assistimos mais um show da chilena, Valéria Correa, fechando a prova com o ouro, a brasileira, Francielle Kiekow, que liderou grande parte da prova ficou com a medalha de prata e em uma disputa por centímetros a equatoriana, Nancy martinez ficou com a medalha de bronze.

Houve também a premiação para o combinado das distancias km vertical e sky e André Mapa levou a medalha de ouro, o peruano, Jhoseph Mamani com a prata e o também peruano, Marcos Salinas, fechou com o bronze. No feminino a atleta chilena, Valéria Correa, recebeu sua terceira medalha dourada, a prata ficou com a brasileira Maria Clara Hillmann e o bronze com a peruana, Lucy Mejia.

O sucesso do evento foi muito notório e nós da Revista Trail Running saudamos todas as seleções e especialmente toda delegação brasileira que mais uma vez executaram um grande trabalho, não somente nas trilhas, mas todo o trabalho pela Skyrunning Brasil ao longo dos anos. Estamos no caminho certo.


Resultados da corrida

VERTICAL

Men

Gold – Jhosep Mamani Palomino (PER) 52’07”

Silver – Emerson Robert Trujillo Flores (PER) 53’35”

Bronze – André Luiz Mapa (BRA) 54’28”

Women

Gold – Valeria Correa (CHI) 1h01’31”

Silver – Maria Clara Ruschell Hillmann (BRA) 1h04’43”

Bronze – Mirlene Picin (BRA) 1h05’17”

SKY

Men

Gold – Sandro Arcanjo (BRA) 6h13’44”

Silver – André Luiz Mapa (BRA) 6h20’16”

Bronze – Christopher Guevara (ECU) 6h37’47”

Women

Gold – Valeria Correa (CHI) 7h04’59”

Silver – Francieli Kiekow (BRA) 7h09’00”

Bronze – Nancy Martinez (ECU) 7h32’56”

SKYULTRA

Men

Gold – Emerson Trujillo Flores (PER) 8h50’25”

Silver – Cleverson Del Secchi (BRA) 8h55’57”

Bronze – Felipe Costa (BRA) 9h14’06”

Women

Gold – Ivania Rambo (BRA) 10h03’16”

Silver – Lorena Ricalde (PER) 10h43’52”

Bronze – Mariana Pipolo Scarpelli (BRA) 11h30’18”

COMBINED

Men

Gold – André Luiz Mapa (BRA)

Silver – Jhosep Mamani Palomino (PER)

Bronze – Marcos Salinas (PER)

Women

Gold – Valeria Correa (CHI)

Silver – Maria Clara Ruschell Hillmann (BRA)

Bronze – Lucy Mejia (PER)


Medal count

VERTICAL results

SKY results

SKYULTRA results

Sobre Valmir Dias Lana Júnior

Diretor Revista Trail Running. Atleta de Ultra trail.