Dolomyths Run chega para pegar fogo na 3ª etapa da GWTS.

A Golden Trail Series retorna nesse sábado, 15 de julho, com uma das provas mais icônicas do mundo. A Dolomyths Run ou “COULOIR OF HELL” é uma verdadeira prova de Skyrunning, onde já presenciamos disputas épicas com os melhores atletas da modalidade. Atualmente fazendo parte do calendário da GWTS, a 3º etapa irá reunir nomes que já estão na disputa do ranking, debutantes e alguns retornos.

No seu 25º aniversário, a Dolomyths exigirá mais uma vez o melhor de cada atleta. Com seus 23km e 1.950D+, é considerado por muitos o percurso mais desafiador e técnico da série. Quem já correu ou visualizou por vídeo, deve ter se deparado com o famoso “corredor do inferno”. A subida em ziguezague mais exigente, irá levar os corredores ao cume de Piz Boé a 3152m acima do nível do mar, antes de cair em um downhill alucinante até a chegada.

Será que veremos um novo recorde? Pretendentes não faltam no startlist.

No feminino, teremos a debutante, Malen Osa. A jovem espanhola que surpreendeu a todos com sua performance na GWTS Final Madeira 2022, promete vir forte em sua estreia. Teremos também a atual recordista e vice-campeã do mundo, Judith Wyder. A suíça estabeleceu o tempo de 02:18:51 em 2019, num ano espetacular. Ficar de olho na campeã de Zegama, Daniela Oemus e na campeã da Marathon Du Mont-Blanc, Sophia Laukli. Outros nomes: Elise Poncet, Theres Leboeuf, Caitlin Fielder, Karina Carsolio, Anna-Stiina Erkkila e Fabiola Conti.

Judith Wyder e Stian Angermund. DOLOMYTHS RUN SKY 2021

No masculino, Manuel Merillas vem puxando a fila com a liderança no ranking. O espanhol retorna a prova, após um 3º lugar na Marathon du Mont-Blanc. Depois de um tempo afastado do circuito, o grande nome talvez seja o bi-campeão do mundo, Stian Angermund. O noruegues que já foi campeão da série em 2021, chega na sua melhor forma para a disputa. Outro nome que vem tentando retomar seu lugar no pódio é Bart Przedwojewski. O polaco que chegou com bastante antecedência para treinar, vem tentando reecontrar sua ótima performance de 2020. Não podemos esquecer do super consistente, Elhousine Elaazzaoui. O marroquino que sempre configura no pódio, vem incansavelmente atrás da sua gloriosa vitória. Temos também o retorno de Robert Pkemoi, que vem numa evolução incrível e carrega um TOP5 em Zegama. Outros nomes: Thomas Roach, Frédéric Tranchand, Manuel Innerhofer, Anders Kjærvik e Roberto Delorenzi.

Recorde masculino: 02:00:11 Kilian Jornet em 2013

Recorde feminino: 02:18:51 Judith Wyder em 2019

A prova será transmitida ao vivo no canal do Youtube, a partir das 2h30 (horário brasil). 

Sobre Bruno Mattos

Atleta Trail Running e Social Media Revista Trail Running