Il Golfo dell Isola irá decidir os campeões na final da Golden Trail Series

A GOLDEN TRAIL SERIES REVELA UM NOVO CONCEITO: FLOWER RACES

19TH – 22ND OCTOBER 2023, 26KM, 1,430M V+ (+ prologue) Il Golfo dell Isola, Italy

19TH – 22ND OCTOBER 2023, 26KM, 1,430M V+ (+ prologue) Il Golfo dell Isola, Italy

 

A Golden Trail World Series chegará à sua grande final entre quinta-feira e domingo em Il Golfo dell Isola, uma área costeira da Itália perto de Gênova. Os 30 melhores atletas masculinos e femininos das seis provas anteriores vão competir na categoria Elite numa final em que os pontos serão duplicados em relação às provas regulares da época (100 pontos para o contrarrelógio e 300 para a final). A corrida italiana, portanto, será decisiva para ver se Rémi Bonnet (Salomon/Red Bull, Suíça) e Sophia Laukli (Salomon, EUA) manterão suas primeiras posições na classificação geral e terão um papel nacional de destaque com Manuel Merillas (Scarpa) e Malen Osa (Salomon) largando da terceira posição
Nas provas masculina e feminina do Il Golfo dell’Isola Trail – a Grande Final na Itália – a Golden Trail Series está se preparando para experimentar um novo conceito: o Flower Races. Como funciona: Existem cinco loops diferentes conduzindo os corredores cinco vezes pelo coração de uma Fan Zone movimentada pelo espectador. “Desde a criação da Golden Trail Series em 2018, um dos nossos principais pontos de foco é como tornar o trail running o mais emocionante possível, sem nunca perder de vista a alma do esporte”, explica Grégory Vollet, diretor da Golden Trail Series. “Todas as nossas corridas agora têm uma Fan Zone para que os espectadores possam assistir a todos os corredores passarem. Distribuímos várias guloseimas, incluindo bonés e sinos para fazer o máximo de barulho possível para torcer pelos atletas. Essas Fan Zones podem ser cada vez mais populares – como vimos em Zegama, Marathon du Mont-Blanc e Sierre-Zinal – mas não permitem que os espectadores acompanhem grande parte da corrida. Com este novo conceito de “Flower Races eles poderão ver os corredores cinco vezes sem mudar de local! Eles podem até vê-los 6 vezes se eles forem a apenas 200 metros de distância até a linha de partida.”
Menos impacto!

Este tipo de curso também resolve uma série de questões ambientais e de segurança relacionadas com a organização de eventos desportivos de montanha. “Com um percurso de flores, os espectadores não precisam mais se deslocar para seguir os corredores, reduzindo assim o tráfego em áreas montanhosas“, continua Grégory Vollet. “No geral, estes eventos serão mais ecológicos em comparação com um evento de estilo mais clássico, onde hordas de pessoas, não apenas espectadores, vão aos vários postos de ajuda. Aqui, temos apenas um posto de apoio urbano, o que significa que tem um impacto ambiental significativamente menor e é muito mais fácil de gerirTambém aumentamos a segurança dos corredores, pois eles nunca estão a mais de 5 quilômetros do posto de primeiros socorros de emergência“.

Autenticidade…

Alguns atletas tiveram suas dúvidas quando leram pela primeira vez sobre esse novo conceito, Judith Wyder (Hoka/Red Bull, Suíça), atualmente em segundo lugar no ranking geral da GTWS, foi uma delas. “Se considerarmos o trail running como uma aventura, uma maneira de explorar mais e o mais rápido possível, então esse tipo de curso não é tão brilhante“, explicou ela, “mas tendo dito isso, acho que pode ser muito legal para uma final“. Grégory Vollet garante que não há como comprometer os valores do trail running. “Estamos fazendo tudo o que podemos para desenvolver o show de trail running e não reduzi-lo a um esporte mundano, como já aconteceu com alguns outros esportes no passado! Em cada temporada, manteremos corridas lendárias como Zegama, a Maratona du Mont-Blanc e Sierre-Zinal, mas se os atletas e espectadores desfrutarem deste tipo de percurso de flores com seus diferentes loops, estamos pensando em fazer outros no futuroCada um dos diferentes loops nesta final é técnica e fisicamente desafiador para os corredores. Este novo conceito requer um pouco mais de trabalho para estabelecer rotas interessantes, pois precisamos encontrar locais adequados, o que não é fácil, mas no final acho que é uma situação vantajosa para todos: os espectadores, atletas e nós mesmos como organizadores que queremos aumentar a visibilidade do nosso esporte.”

.. e atmosfera!

Assim como os espectadores, os atletas também estão entusiasmados com esse novo conceito de corrida. Este é claramente o caso de Anthony Felber (Sidas X Matryx, França), atualmente14º no ranking geral da GTWS: “Estou muito animado com a ideia! No início, quando vi a distância da corrida, pensei que era um pouco curta demais para mim, mas ver este percurso único realmente me deixou animado! É realmente original e acho que haverá uma atmosfera incrível. Para os espectadores é brilhante para acompanhar a corrida e, do ponto de vista dos corredores, vai reduzir a corrida em vários loops, o que deve realmente aumentar nosso desempenho. Não haverá tempo para calmarias onde você tende a desligar mentalmente. Mal posso esperar para ver como será!” Judith Wyder também admite: “Se você olhar do ponto de vista do espectador, é realmente fantástico ter esse tipo de curso! E também não posso reclamar: vou poder ver meus filhos cinco vezes! Isso é brilhante para eles me verem e torcerem por mim. Isso também significa que não terei que andar em nenhum lugar no domingo para a corrida masculina, posso apenas sentar e torcer pelos caras!”

Onde assistir à corrida:

–       Da Fan Zone: Piazzetta Chiappella no Noli

–       No Eurosport: https://www.eurosport.com

–       No canal da Golden Trail Series no YouTube:https://www.youtube.com/@goldentrailseries7022

–       Na TV Golden Trailhttps://goldentrailseries.com/gttv/

 

Confira a programação! Horário Brasil

Quarta-feira, 18de outubro – 14h00 – Spotorno: apresentação dos atletas

Quarta-feira, 18de outubro – 14h30 – Spotorno: Sessão de autógrafos com os melhores atletas do mundo.

Quinta-feira, 19 de outubro – 9h00 – Noli: Abertura da área de exposição

Quinta-feira, 19de outubro – 11h30 – Spotorno: Prólogo feminino

Sexta-feira, 20de outubro – 11h30 – Spotorno: Prólogo masculino

Sábado, 21 de outubro – 4h45 – Noli: Prova feminina (26km e 1.430m V+).

Domingo, 22 de outubro – 5h00 – Noli: Prova masculina (26km e 1.430m V+).

Sobre Bruno Mattos

Atleta Trail Running e Social Media Revista Trail Running