Kilian Jornet e Zach Miller organizam boicote ao UTMB.

O americano Zach Miller e o Espanhol Kilian Jornet, um dos maiores nomes de trail, estão organizando um boicote contra o maior evento de trail do planeta. O e-mail assinando por ambos e tornado público pelo treinador britânico, Martin Cox, tem o intuito de escolher os principais atletas de elite a não participarem do UTMB e optar por uma corrida diferente, com todos os benefícios e interesses reivindicados pela carta. Depois de muitas conversas entre os atletas e a organização, nenhuma das partes chegou a um ideal. Devido às burocracias para participar das finais da World Series, soma-se provas sem prêmios, pagamento de taxa de inscrição, que a cada ano cresce sem muitas explicações convincentes.
Zach Miller, UTMB 2022 - Foto: iRunFar

Zach Miller, UTMB 2022 – Foto: iRunFar

“Felizmente, como atletas de elite, temos voz”.

Há um mal-estar palpável dentro da comunidade de corrida de elite, evidenciado por um e-mail recente assinado por Kilian Jornet e Zach Miller no início de janeiro. Nessa mensagem, os destinatários são instados a reconsiderar a sua participação no UTMB e optar por participar numa “competição alternativa”. Essa convocação inusitada levanta questões sobre possíveis tensões ou preocupações entre os corredores de elite e a direção do evento, gerando um clima de especulação em torno da presença dessas figuras de destaque na prestigiada competição.

​Este e-mail foi publicado no site; Letsrun.com. O e-mail em si foi enviado para mais de 100 corredores ​da elite mundial, a grande maioria focada na ultra​ distância (mais ou menos as distâncias ocupadas pelo evento UTMB).


Confira a carta escrita por Kilian Jornet e Zach Miller


Aqui está Kilian Jornet e Zach Miller. Se você recebe isso, é porque você é um dos melhores atletas do nosso esporte. Queríamos começar com esses poucos escolhidos para que nossos esforços possam ser um pouco mais focados e não tão avassaladores. Dito isso, por que tudo isso?

Bem, estamos escrevendo para ver se você pode estar interessado em se comprometer a competir uns contra os outros em uma corrida não-UTMB este ano (2024). Embora saibamos que muitos de vocês podem ter fortes laços com o UTMB (objetivos pessoais, incentivos de patrocinadores, objetivos de carreira, etc.), pedimos que nos ouçam sobre o que temos a dizer aqui. Em primeiro lugar, queremos reconhecer que o UTMB é uma grande corrida, embora tenha havido muito drama recentemente, ainda sentimos que a corrida e a organização fizeram muito bem para o esporte de ultra corrida.

Graças ao UTMB, agora temos um evento semelhante a um campeonato mundial que atrai muitos dos melhores corredores do esporte, bem como patrocinadores, mídia e fãs de todo o mundo. Realmente se tornou o grande evento do ano e realmente ajudou a colocar nosso esporte no mapa. Ter um evento como esse criou muitas oportunidades para pessoas como nós, pois gera muito dinheiro e atenção para o esporte. Achamos que isso é bom.

No entanto, embora possa ser bom para o esporte crescer e se desenvolver dessa forma, também é importante que o crescimento ocorra de forma positiva e saudável. Infelizmente, a direção atual que UTMB, UTMB Group e Ironman tomaram nos causou preocupação. Há uma infinidade de coisas que poderíamos apontar que nos preocupam, mas a essência é que sentimos que eles não estão gerenciando a si mesmos e seus eventos de uma forma que tenha o melhor interesse do esporte e de suas pessoas em mente.

Entendemos que o espaço de corrida é um negócio e estamos bem com a organização ganhando dinheiro. No entanto, acreditamos que há uma maneira de fazer isso sem tratar mal as pessoas e sem atropelar ninguém que as atrapalhe. Simplificando, queremos que você administre bem o seu negócio. Queremos que sejam considerados. Queremos que eles não se perguntem apenas “o que podemos fazer para nos beneficiar?”, mas também “o que podemos fazer para melhorar o esporte do trail running como um todo?”.
Infelizmente, sentimos que eles não têm feito um trabalho muito bom com isso. E embora seja bom poder sentar e ter uma conversa com eles para que possamos corrigir o curso e colocar as coisas de volta nos trilhos, temos medo de que eles não façam realmente nenhuma mudança, a menos que se sintam pressionados a fazê-lo. Felizmente, como atletas de elite, temos voz.

Talvez a melhor maneira de comunicar nosso descontentamento e aplicar alguma pressão seja nos unirmos e todos irmos para uma corrida diferente. A ausência dos quinze melhores corredores masculinos e femininos na linha de partida do UTMB diria tudo. Gostaria de avisá-los de que não estamos felizes e pressioná-los a fazer algumas mudanças.

Então, gostaríamos de ouvir seus pensamentos. Já identificamos uma corrida em potencial que poderíamos participar em vez do UTMB, mas antes de entrarmos em tudo isso, deixe-nos saber o que você pensa. Você tem as mesmas preocupações ou semelhantes? Você está interessado em competir em uma corrida alternativa? Deixe-nos saber para que possamos continuar o diálogo e discutir quais podem ser os próximos passos. E tenha em mente que isso não é para ser algo malicioso e odioso para o UTMB. A ideia aqui é encontrar uma maneira de colocar alguma pressão sobre a organização UTMB/Ironman para que possamos trazer mudanças positivas. Seria fantástico se um dia pudéssemos ir ao UTMB e nos sentirmos bem sabendo que o que eles estão fazendo é melhorar o esporte, não piorá-lo.

Enfim, deixe-nos saber o que você pensa.

 

 

Sobre Bruno Mattos

Atleta Trail Running e Social Media Revista Trail Running