La Misión Brasil

A La Mision Brasil é uma prova de corrida em montanha realizada na cidade de Passa Quatro, no sul de Minas Gerais e que, desde seu renascimento, em 2017, sob a organização da Tambo TrailRun, empresa que tem como diretor Paulo Lamin, morador de Passa Quatro e um grande conhecedor da Serra Fina, local onde se passam a maioria dos percursos do evento, vem crescendo muito, com base na qualidade da organização, seja em estrutura, informação, marcação de percursos ou nos caprichos e envolvimento da cidade na prova.

Para se ter uma noção, o evento de 2017 (primeiro ano sob administração da Tambo) reuniu cerca de 250 atletas. Em 2018 o número foi quase três vezes superior e contou com 700 atletas. Já em 2019 este número chegou à incrível marca de 1.150 atletas, um crescimento de mais de 60% em relação a 2018 e quase cinco vezes superior em relação a 2017.

Segundo Paulo Lamin, isso se deve ao acolhimento da cidade de Passa Quatro para com o evento e investimentos em estrutura organizacional com objetivo de oferecer uma grande experiência ao atleta que corre a La Misión.

Paulo nos confidenciou que esse sucesso todo era parte de um trabalho a médio-longo prazo. Esperava-se que esse número de atletas fosse alcançado em 2021, ou seja, com cinco anos de administração da Tambo e, com apenas três anos, a meta já foi alcançada, um verdadeiro sucesso, que premiou o grande e consistente trabalho realizado até o momento.

Outro ponto de grande destaque foi o número de parceiros no evento: grandes marcas estavam ao lado da organização, como Salomon, umas das gigantes do cenário trail mundial e o canal “Off”, da Globo Sat, o que dá mais força ao evento.

O evento sofreu um impacto inesperado com a mudança repentina de percurso dos 50km. Houve pessoas muito insatisfeitas com a mudança, inclusive por ter acrescentado mais 09km na prova. Entretanto, a organização prontamente tratou de se desculpar pelo ocorrido de forma pública e esclareceu os motivos que os obrigaram a isso.

Paulo Lamin explicou como ele e sua equipe reagiram a essa difícil decisão de mudar o percurso de última hora e como foi administrar a situação, tanto na hora em que o evento acontecia, como no pós-prova, para demonstrar a boa fé da organização.

“Trabalhamos sempre com os planos A e B na execução dos percursos. Ao sabermos da possibilidade do incidente, nós acionamos o plano B para o percurso. Esperamos até o último momento, que seria no congresso técnico, manter o plano A, mas, por medidas de segurança, foi impossível, sendo necessária a aplicação do plano B. Na execução do plano B aconteceu um erro da organização, que foi a entrada dos atletas na Flona, o que aumentou em 09km o percurso.

Como uma forma de reconhecer e amenizar a frustração dos atletas por não terem percorrido o plano A divulgado e também terem executado uma quilometragem maior, a organização autorizou a entrega dos fleeces a todos os atletas e deu assistência pessoal e com notas explicativas, atendendo por meio de todos os meios para explicar todo o ocorrido, sem contar que estamos preparando uma ação especial para todos os inscritos nos 50km, para que esses retornem em 2020 e vivam a verdadeira experiência de ser missioneiro.”

Na distância de 15km também houve um pequeno incidente, onde alguns atletas acabaram passando por um trecho errado e mais corrível que o trecho correto e acabaram chegando primeiro que muitos atletas que fizeram o percurso correto, ocasionando muita insatisfação nos atletas.

Paulo também explicou o que houve nessa distância e quais as providências a organização tomou para que a verdade viesse à tona e ninguém fosse prejudicado.

“Os atletas mais rápidos, ao passarem pelo PC Guaranita, onde era distribuída Guaranita apenas aos atletas de 15km, alguns se confundiram na continuação da prova, saindo para um trecho de asfalto, onde mais a frente se encontrava marcação para o percurso de 35km. Com isso, nove atletas foram classificados paralelamente, uma vez que a organização não viu má-fé em seus atos. Quem executou o percurso original teve a classificação oficial da prova”.

Como diz o lema da La Misión Brasil, “não é só correr” e isso foi o maior exemplo de como uma organização de eventos deve fazer, um belíssimo trabalho pré-prova, uma grande estrutura, informação o tempo todo em todos os formatos, inclusive com uma belíssima revista, que contou a história da prova, da cidade, prestigiou os parceiros e comércio, fez um ótimo trabalho durante o evento e deu show no pós-prova, solucionando de forma clara, objetiva e satisfatória todos os problemas que ocorreram.

Agora é se programar para 2020, com a edição que será realizada no dia 15 de agosto. Mais detalhes nos contatos:

Instagram: @lamisionbrasil

Facebook: https://www.facebook.com/lamisionbrasil/

Site: www.lamisionbrasil.com.br