Catas Altas Vertical

Por: Valmir Dias Lana Júnior

No último fim de semana (29, 30 e 31/07) foi realizado um evento marcante no cenário nacional, o Catas Altas Vertical, pela primeira vez a cidade recebe prova no seu cartão postal, o Pico Horizontes e o Pico Baianinho.

O evento tem a certificação da Skyrunning Brasil e contou com 2 (dois) quilômetros verticais (VK), uma distância de 21km e uma de 12km. No sábado foi dada largada para o VK do Horizontes, 4,8k com 1.100m de desnível positivo, enquanto 30 minutos antes foi dada largada para os 21km da SkyRace.

O VK do Horizontes faz parte do Circuito VK Open mundial e teve a vitória do campeão continental de VK, André Mapa, já no feminino a atleta, Linabel Iramaia, foi a grande campeã. O Percurso é considerado pelos próprios atletas como o mais técnico e difícil do Brasil por ser um terreno muito rochoso com lajes de pedra e muita exposição.

Com a vitória, a atleta, Linabel Iramaia, assegura sua segunda colocação no Mundial Open de VK e poderá ainda melhorar sua colocação com um bom resultado na grande final que acontece em Forno Grande na Insanity no mês de Outubro.

Já no percurso de 21km, os atletas enfrentaram a subida do Pico do Tamanduá, percorreram a crista da montanha até a base do Pico Horizontes e desceram por onde os atletas do VK do horizontes subiram para após cruzarem a linha de chegada. A prova se desenvolveu com belíssimas performances com destaque para o atleta, Hoslany Fernandes, que fechou a prova em, incríveis, 3h05min e pela atleta, Gleycilene Linhares com 4h49min.

O domingo foi marcado pelo VK do baianinho, um percurso de 3,5km com 1.200m de desnível positivo, neste VK o terreno é bem diferente do VK do Horizontes, marcado por muita terra e inclinação ainda maior que o VK do Horizontes.

A prova foi vencida mais uma vez por André Mapa e Linabel Iramaia, desta forma se tornaram, no somatório dos dois VK’s, os campeões da 1ª Copa Minas de VK.

Os resultados estão disponíveis no link abaixo:

Resultados: GPS Control – Cronometragem (gpscontrolcrono.com.br)


O evento em si foi um grande sucesso, em nossa análise levamos em conta a arena de largada, pontualidade, marcação, pontos de apoio, nível técnico das provas, segurança, premiação e pós prova.

A arena foi de tamanho muito bom, com espaço para crianças, recovery para atletas e acompanhantes com massagem, comida e bebida da melhor qualidade, fácil acesso e funcional entrega de kits.

Todas largadas que acompanhamos foram feitas dentro do horário previsto e isso é um ponto crucial para o bom desenvolvimento das provas.

A marcação foi muito eficiente, fitas com cores diferentes para cada percurso e sempre se destacando na vegetação local, não havia como errar o percurso, foi fácil e simples seguir todo trajeto, pontos de apoio em uma prova de pura montanha como essa é algo muito complicado, no percurso de 21km tivemos um ponto de apoio no km 9 e depois não tem a menor viabilidade de se fazer outro ponto de apoio, por isso foi divulgado o perfil autossuficiente da prova.

A prova é ESSENCIALMENTE de Skyrunning e o nível técnico é altíssimo como deve ser, nota 10 para os percursos de Catas Altas, um evento que deve fazer parte do calendário de todos que amam este esporte.

Um dos pontos mais altos da prova foi a segurança e competência do Time CAV (Catas Altas Vertical), o Time Alta Montanha foi formado por Montanhista, escaladores e corredores locais junto com dois integrantes do corpo de bombeiros de Minas Gerais, profissionais com domínio de resgate em áreas remotas deixaram o percurso seguro mesmo em áreas que são muito expostas e com grau muito elevado de dificuldade, haviam pontos de corda, pontos que foram colocados via ferrata (aquelas escadinhas de ferro que vemos em montanhas europeias). Havia ambulância na arena e muitos staffs ao longo de todo percurso dando segurança e sinalização fundamental para que nada acontecesse. E, graças a Deus, não houve nenhum acidente e todos voltaram felizes para suas casas.

Além disso tudo, os campeões (masc/fem) do VK do Horizontes ainda foram premiados com 200 euros ofertado pela “Aquino Mão e Microcirurgia”.

Para o pós prova, muita resenha, comida gostosa, recovery e uma cervejinha gelada.

Não houve nem sequer um ponto em que poderíamos dizer que não foi bom, simplesmente e naturalmente ótimo. Algo difícil de se ver e por isso deixamos nossos parabéns a todos responsáveis pelo belíssimo evento.


Catas Altas Vertical pode ser considerado um dos melhores eventos de skyrunning do Brasil sem dúvidas nenhuma. Tem tudo que todo amante do esporte gosta e com um dos visuais de alto de montanha mais impressionantes do Brasil.

Se ficou curioso, visite a página do evento (AQUI)


Empresas parceiras:
– Vale, Samarco e Sicoob.
– Prefeitura Municipal de Catas Altas e RPPN do Caraça.