Doping

Créditos de foto: Jordi Saragossa

Josepg Gray faz duras críticas a Quartz Program ITRA. Empresa que faz o controle de dopagem utilizados nos pricipais eventos de trail running no mundo.

Na penúltima etapa da Golden Trail Series que aconteceu em Pikes Peak, o corredor norteamericano que foi terceiro colocado, se recusou a realizar o teste de doping.

No site da GTS, podemos ver as regras “Como condição de participação, cada participante concorda em:

2.1 Fornecer dentro da estrutura em uso pela Organização, qualquer histórico médico e/ou lista de condições médicas, bem como o uso de tratamentos regulares, medicamentos (com e sem receita) ou suplementos alimentares dentro de 30 dias antes do início da competição .

2.2 Aceitar, no âmbito desta Política de Saúde, responder a qualquer solicitação de reunião no local ou remotamente (telefone ou videoconferência) dentro de 30 dias antes do início da competição para tratar de questões médicas e até 15 dias após a competição para tratar de quaisquer problemas de saúde ou resultados de testes relacionados à saúde e segurança.

2.3 Cumprir a lista de proibidos publicada anualmente pela Agência Mundial Antidoping (WADA) e não usar quaisquer substâncias incluídas no Programa de Monitoramento da WADA.

2.4 Como componente de monitoramento de saúde e segurança, aceitar no âmbito desta Política de Saúde todas as amostras de urina e/ou sangue e/ou capilar e/ou saliva dentro de 30 dias antes do início da competição e até 15 dias após a competição garantir o cumprimento desta Política de Saúde sabendo que todos os custos de amostras e análises permanecem integralmente custeados pela Organização.

2.5 Como componente de proteção da saúde e segurança da competição, o seguinte não é permitido 24 horas antes e durante a competição (e pode ser avaliado por amostras de urina e/ou sangue e/ou capilar e/ou saliva)

2.5.1 Todos os analgésicos (exceto paracetamol/acetaminofeno), incluindo Tramadol

2.5.2 Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) independentemente do modo de administração

2.5.3 Canabidiols (CBD) por razões de segurança.

2.6 Proibições adicionais de saúde e segurança

2.6.1 Dentro de 30 dias antes do início da competição e durante a competição Infusão intravenosa de ferro

2.6.2 Dentro de 7 dias antes do início da competição e durante a competição

Infusão intravenosa (a menos que associada a uma intervenção médica definida e com notificação de evento e revisão)

2.6.3 Hormônios de síntese da tireoide, exceto em caso de remoção parcial ou total da tireoide ou hipotireoidismo de origem médica

Embora a grande maioria dos corredores tenha aceitado essas regras do jogo, que também foram aplicadas no UTMB Mont-Blanc ou nos Campeonatos Mundiais de Trail Running, não é a primeira vez que atletas de alto nível, especialmente dos Estados Unidos, criticam o programa.

Joseph – “Minha decisão de não participar dos testes do Programa de Quartzo Pikes Peak é baseada na minha opinião de que este não é um programa de testes antidoping suficiente em comparação com os da Agência dos Estados Unidos (USADA) ou da Agência Mundial (WADA), que eu cumprir.
Na minha opinião, nosso esporte precisa de testes reais, não de uma empresa que se apresenta como tal e serve apenas como “exame de saúde”. O Programa Quartz está arruinando eventos clássicos em todo o mundo, enganando os diretores de corrida para que aceitem seu programa de “saúde”, distraindo-os dos testes de drogas reais que são necessários. Você sabia que se um atleta testar positivo para uma substância proibida neste chamado “exame de saúde” ele não seria banido ou suspenso da competição? Eu poderia competir em uma corrida diferente no mesmo fim de semana. Este sistema não nos protege como atletas. Ele não está preservando nosso esporte e com certeza não está defendendo um esporte verdadeiramente limpo.

A título de esclarecimento, cumpro integralmente todas as regras e regulamentos do evento Pikes Peak.

Como sempre, estou aberto a testes da USADA e da WADA (o padrão ouro para antidoping). Também me ofereci para fornecer evidências de que não tenho e nunca tive uma AUT [Autorização de Uso Terapêutico].
Também estou aberto a postar meu histórico médico mostrando isso, além de não usar nenhum medicamento anti-inflamatório por mais de 1 ano. Tenho algumas preocupações em relação ao histórico de doping da liderança da Golden Trail Series e conflitos de interesse, pois este programa de saúde é financiado
por uma conhecida marca de calçados. Diretores de corrida, você pode fazer melhor e pode preservar nosso esporte e manter os padrões altos usando seu dinheiro arduamente ganho com as organizações
antidoping mais respeitadas (USADA e WADA). Levante-se por algo ou caia por qualquer coisa.

Entendo que isso possa parecer ruim, mas é importante para mim que nosso esporte progrida com melhores protocolos para protegê-lo contra doping e conflitos de interesse que podem corromper nosso esporte.”

O TRAIL RESISTE

Retorno das Provas

Retorno das principais provas de Trail Running no Brasil com protocolos de segurança foi realizado com sucesso!

Por Sinara Piassi


O primeiro final de semana de novembro foi marcado pelo retorno das competições após 8 meses de paralização devido ao enfrentamento e controle da COVID-19 no país.

Com protocolos especiais as provas que marcaram o retorno foram:

Camelbak Mountain Race

No último dia 7 de novembro nas Praias Selvagens em Grumari – Rio de Janeiro – RJ, a prova contou com percursos aproximados de: 7,5km , 12km e 18km.

Camelbak Mountain Race

Desafio das Serras

O maior Circuito de Esportes de Endurance off Road do Nordeste, também foi realizado no primeiro final de semana 07 de novembro em BANANEIRAS/PB, com distancias de 5km, 10km, 25km e 45km.

Desafio das Serras OFf road

Desafio dos Falcões

Foi realizada no dia 07 de novembro no nordeste do país, em meio as  paisagens incríveis do Parque dos Falcões em Itabaiana, Sergipe . Percursos desafiadores com considerável altimeria nos 5km, 13km, 34km.

Desafio dos Falcões

O olhar do atleta

O atleta Sergio Garcia que participou da Camelbak Mountain Race, relatou para nós da RTR a emoção de estar de volta as competições:

Sérgio
“A sensação incrível de estar alinhado em uma linha de largada. Quase dava pra ouvir o pulsar dos demais competidores. A adrenalina, talvez parecida como quem está prestes a pular de um bang jump. O som da buzina, as passadas intercaladas com os demais competidores, hora na frente outras atrás. Os kms passando, o sino e a faixa da linha de chegada. Estou de volta!”

Novos protocolos devido à pandemia

Há alguns meses, flexibilizações nas medidas de isolamento social começaram a permitir a prática de exercícios ao ar livre em diferentes partes do país e, agora, as provas presenciais começam a retornar. Mas com os novos protocolos as provas que abriram o retorno anunciaram as seguintes medidas:

1. Medição de temperatura de todos antes da entrada na arena;

2. Obrigatoriedade de utilização e higienização com álcool gel no acesso ao local do evento;

3. Utilização de máscara em todo o local do evento, somente não houve a necessidade de utilização na corrida;

4. Espaço grupos e assessorias com distanciamento de 10 metros, e permitido somente 5 pessoas por vez no espaço;

5. Vários banheiros para utilização e todos com uma equipe de higienização constante; percursos planejados com vias de deslocamento de média e grande amplitude para fins de passagem entre os atletas e o seu devido distanciamento;

6. Não houve pontos/locais de hidratação coletiva, toda hidratação no evento foi feita com garrafas de água individualizadas;

7. Na chegada da corrida, todos os atletas receberam medalha de participação, água, frutas; em recipiente lacrado.

8- Premiação dos atletas somente com o uso de máscara no pódio.

Que venham as próximas!

O sucesso do novo formato, criado para estes tempos de pandemia, serviu para consolidar as próximas corridas. Espera-se que tudo possa voltar dentro de uma nova normalidade, e que os atletas tenham a sua preocupação e colabore com as medidas. As organizações estão fazendo tudo de modo enérgico e estão tomando todos os cuidados para que pessoas desatentas não venham a colocar todo o planejamento em risco.

Acesse nosso calendário das principais provas do Brasil e da Super Copa Trail, escolha seu próximo desafio e cumpra os protocolos!

Forno e Corrida – Iogurte Natural de Coco

Iogurte Natural com Coco
Iogurte Natural com Coco

IOGURTE NATURAL DE COCO

 

INGREDIENTES:

 

- 1 xícara de iogurte natural

- 1/4 de xícara de leite de coco

- 3 colheres de sopa de coco ralado

- 2 colheres de sopa de açúcar de coco

 

MODO DE PREPARO:

 

- Coloque todos os ingredientes no liquidificador.

 

- Bata por cerca de 1 minuto.